Kyon-kun

Minha foto
Nome:
Local: Rio de janeiro, RJ, Brazil

Sou o mentor espiritual da Anelise, a dona do Garota Zodíaco. Eu não sou muito de expressar a minha opinião diretamente pra ela, mas mando em formas de pensamentos indiretos.Já ajudei ela em um bando de provas só com isso, se bem que de vez em quando ela me pergunta se está certo. Ando flutuando por aí acompanhando essa louca, e aturo demais ela no meu "ouvido"(Lê-se:Eu sou um espirito e não tenho um ouvido realmente). Pois bem, apesar de ficar ouvindo as reclamações dela, eu amo ela demais e não vou deixa ama-la. E quem não gosta dela, que se ferre, eu não ligo mesmo. Enquanto ela está com os amigos e namorado, ela se esquece um pouco de mim, mas eu nem ligo também, ela deve se integrar com os outros, alias...me divirto ao ouvir essas conversas. =) Enfim, quando ela fica "sozinha" é que conversa comigo.Resumindo, sou uma "pessoa" muito paciente e compreensiva.

*Kyon é só um personagem.

Minha protegida


Nome: Anelise
Nascida em: 30/11/1992
Signo: Sagitário
Caracteristicas físicas: Cabelos e olhos castanhos, pele morena-clara(assim digamos), usa óculos.
Outras Caracteríticas: Inteligente(porém não é lá muito de estudar),irritada/nervosinha, sincera (até demais), simpática, alegre, outras coisas.
O que faz: Faculdade de Jornalismo. (Já completou a de letras.) E escreve muito também!
Dona do blog: Garota Zodíaco

Saibam mais sobre ela lá!

Sobre o blog


O blog mostra o ponto de vista de uma "pessoa" que passa os seus dias fluando ao lado da protegida e observa sua vida.
E conta o que se passa inclusive com os pensamentos dela. Sem é claro, de deixar a sua opinião transparecer e também tenta ajudá-la a fazer a coisa certa, sem interfir diretamente!
Ou seja, Kyon contando a vida de Anelise. (FOFOQUEIRO)
Podemos dizer que acontece uma "digitagrafia"(por digitação) pra fazer as postagens. (Brincadeira)

Mensagem de Kyon: Anelise que fez esse blog pra mim, como eu amo ela! Também pudera né? Aturo ela sempre reclamando na minha cabeça, tinha que realizar um favor desse mesmo.

Anelise e eu visitamos


Chihara Minori Oficial•
Nyah Fanfiction•
Site•
Site•
Site•
Site•
Site•


Linka o Kyon?








Versões Anteriores




O passado....


Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Novembro 2010
Dezembro 2010
Janeiro 2011
Fevereiro 2011
Março 2011
Abril 2011
Maio 2011
Junho 2011
Julho 2011
Agosto 2011
Setembro 2011
Outubro 2011
Novembro 2011
Dezembro 2011
Janeiro 2012
Fevereiro 2012
Março 2012
Abril 2012
Maio 2012
Junho 2012
Julho 2012
Agosto 2012
Setembro 2012
Outubro 2012
Novembro 2012
Dezembro 2012
Janeiro 2013
Fevereiro 2013
Março 2013
Abril 2013
Maio 2013
Junho 2013
Julho 2013
Agosto 2013
Setembro 2013
Outubro 2013
Novembro 2013
Dezembro 2013
Janeiro 2014
Fevereiro 2014
Março 2014
Abril 2014
Maio 2014
Junho 2014
Julho 2014
Agosto 2014
Setembro 2014
Outubro 2014
Novembro 2014
Dezembro 2014
Janeiro 2015
Fevereiro 2015
Março 2015
Abril 2015
Maio 2015
Junho 2015
Julho 2015
Agosto 2015
Setembro 2015
Outubro 2015
Novembro 2015
Dezembro 2015

Agradecimentos espirituais


Lay/HTML: Anelise
Autoria do blog: Anelise/Kyon Mensagens por: "digitagrafia" Visitantes: Vocês(Valeu!)




quinta-feira, 10 de dezembro de 2015



Última postagem do Blog do Kyon, mas o início de outros projetos

Olá!
Como vão? Eu vou bem!
E eu sei que vocês já leram o título da postagem e devem estar se perguntando: Mas como assim? O Blog do Kyon vai acabar?
Sim, o Blog do Kyon será fechado oficialmente hoje. Mas ele continuará no ar para vocês poderem ler os posts e também ficará de portifólio para mim.
Gostaria muito de agradecer por esses cinco anos e meio que me acompanharam aqui. Foram muitas coisas que eu falei sobre mim e sobre minha protegida. haha
Agora, explicando os motivos para fechar o blog...
Eu já estava ficando sem muita criatividade para fazer as postagens. Estava ficando complicado ter uma ideia. E como Anelise está muito ocupada, isso é mais um problema para atualizar o blog. Porque é ela quem me ajuda, através da "digitagrafia".
Ela já está atribulada com Garota Zodíaco, o Seiyuu World e o Ane-chan's Shizen?. Imagine ainda me ajudando né?
Então, conversando com ela, tomamos uma decisão. Fechar o meu blog e os meus posts passarão a ser publicados em um dos blogs dela, a partir de Janeiro de 2016.
Então, ainda haverá muito Kyon Hiryu para perturbar suas pessoas. haha
E será uma postagem a mais do que tinha aqui, ou seja, duas por mês. Vou ajudá-la também com a parte autora.
Vocês já devem fazer uma ideia de qual blog que é. Mas só vou revelar mesmo quando fizer minha apresentação por lá. Então, aguardem.
E como estamos em Dezembro, vim fazer os meus votos de ano novo que eu sempre faço aqui. Pela última vez no "Blog dom Kyon"! (Sem drama.)
Quero desejar a todos um feliz natal e um próspero ano novo. E que em 2016 possamos continuar juntos, rindo e realizando nossos desejos.
Até 2016, povo!
Beijos do Kyon! (Fiquem com a placa.)

Posted by Kyon-Kun @ 11:04
6 Comments

sexta-feira, 13 de novembro de 2015



Um estômago problemático e a comida

Olá!
Kyon-kun está de volta, trazendo mais um post para vocês. Como tá sofrido ter ideias novas, minha sorte é que deixei algumas ideias anotadas por aqui.
Hoje vamos sobre o estômago maravilhoso que minha protegida tem e a relação dela com a comida.
Sem mais enrolar vocês. Ikuze!

Um estômago problemático e a comida
Não sei se Anelise já deve ter falado a vocês, mas o estômago dela é simplesmente péssimo de manhã. Mas não vou sempre assim. Até os dezesseis anos ela conseguia tomar café da manhã normalmente. Digamos que, normal seria comer pão e tomar café com leite.
Mas alguns episódios de ansiedade com ela fizeram com ela passasse mal durante o período da manhã e ela passou apenas a tomar café com leite.
E esse problema já faz parte da vida dela. Acostumou-se. Já passou até a ser gosto dela. Ela já odeia se sentir estufada, de barriga cheia, e comendo menos de manhã isso ajuda.
Isso também explica o porquê dela ter emagrecido tanto de uns anos pra cá. Porque ela não come pão todo dia. Menos carboidratos.
Mas fora essa frescura, minha protegida não é uma pessoa chata para comer. Não acho!
Não tem nenhum alimento que a faça passar mal assim que come. Mas sim, tem alguns que ela não comeria de jeito nenhum, tipo: Jiló.
Gente, olha o nome desse troço. Tem nome de coisa que é ruim. Só precisou a prima dela come e fazer careta, que ela soube que não experimentaria.
Ela gosta de comer umas besteirinhas, como hambúrguer, pizza e doces. (Os doces são uma caso de amor eterno.)
Mesmo que agora ela tenha que dar uma parada no chocolate, por questões de saúde. Mas não é fim do mundo. Ela vai ficar bem. Ainda existe o morango, o limão. Enfim, diversos sabores.
Ela gosta do seu arroz com feijão diariamente, porque é o melhor complemento da vida. =D
Peixe, frango. Comida japonesa, brasileira.
Para ela comer depois das onze da manhã não rola de anormal. É só um estômago de mal humor, mas que simplesmente ama comida. Só não tanta comida assim! Ela não quer sair sendo empurrada igual uma bola por ai. hahaha

Bem, vou ficando por aqui. Até o próximo post!
Beijos do Kyon!

Posted by Kyon-Kun @ 12:34
2 Comments

quinta-feira, 15 de outubro de 2015



Anelise e as festas de família

Olá!
Como vão?
Eu e minha protegida estamos aproveitando bem essa semana de feriado.
Ela só foi a faculdade ontem para a gravação do Banheiro Feminino. Engraçado que já tinha mais de duas semanas que as meninas não gravavam e escolheram justo essa semana para mais uma. Vai entender!
E no último dia 12, foi aniversário da avó materna dela. e teve festa aqui. E aproveitarei para usar isso como o tema de hoje.
Sem mais enrolar... Ikuze!

Anelise e as festas de família

Festas fazem parte da convivência em família. Como se a convivência em família em si já não fosse difícil o suficiente.
Assim como tem gente de quem você não gosta, sem ser parente, também tem parentes com os quais não se tem lá tanta afinidade. O cumprimento é o máximo que vocês conversam.
E são aqueles que não fazem tanta diferença pra você. Se estão, se não estão, tanto faz.
Mas ai, vem o aquele aniversário ou evento de final de ano em que toda a família resolve se juntar. E é um tormento ter que chegar e cumprimentar a todos. E depois, ainda se sentar e fingir que está se divertindo com conversas sobre assuntos que não te interessam tanto. Até consegue dar uma breves risadas de algumas coisas que são realmente engraçadas. Mas ficar conversando por mais de uma hora cansa, não é possível que se possa falar tanto por tanto tempo. Haja ouvidos também.
A única coisa que se quer é ir para casa e ficar na linda e maravilhosa paz do silêncio e da solidão.
Isso porque eu estou falando de um evento de outra pessoa. E quando é o aniversário da minha protegida? Ou algum evento de livro dela? (Já que ela fez dois.)
Já não gosta de estar rodeado de tanta gente quando não se é o centro das atenções, mas e quando é você que é? Ai triplica o constrangimento!
Hora do parabéns! Sério que ela precisa mesmo bater palmas no próprio aniversário? Vamos ficar mexendo as mãos para não pagar mico.
Por fora: "Olha, gente, que legal. Vocês estão cantando para mim. Que bonitinho!"
Por dentro: "Por favor, só acaba logo. Quero cortar esse bolo para esse povo ir embora."
E o pior é que a bendita consideração te faz chamar pessoas que você não tem afinidade na família. O que faz ficar mais sem graça ainda.
E no evento do livro? Ai a pessoa nem vai, porque se for vai ficar pedindo desconto e Anelise não está nem um pouco a fim de dar.
Por ela, só existiriam eventos com a parte da família que ela gosta. Porque ninguém reclama de passar tempo zoando com os primos que estão sempre com você. Isso é legal!
Mas ter que ver tios bem mais velhos e obviamente não tem assunto algum para conversar com você, ai é tormenta.
Por essas e outras que Minha Protegida nem quer fazer festa de casamento quando for casar. Ou como ela diz: Só bolo e champanhe nessa merda.
Ela não quer gastar dinheiro em que poderia usar em algo melhor para ela para ficar pagando festa para um monte de gente que nunca ligou para ela a vida inteira. Sim, porque essas festas de casamento sempre tem algum parente que você viu uma vez na vida, mas você chama pela consideração.
Simplesmente prefere que vão pessoas de quem ela realmente gosta e que terão importância naquela hora.
Por ela, abolia essa coisa de evento de família. Tem hora que apenas não dá!

Bem, pessoal, essa foi a postagem de hoje. Foi rápido, mas espero que tenham gostado!
Vou ficando por aqui!
Beijos do Kyon!

Posted by Kyon-Kun @ 15:38
0 Comments

terça-feira, 8 de setembro de 2015



Minha protegida e seus pensamentos acerca do mundo

Olá!
Como vão, pessoal?
Eu e Anelise vamos bem. Dois dias de bienal e aqui estamos depois de muito andar e tirar fotos e pegar autógrafos.
Mas deixarei que ela lhes conte como foi a bienal nos outros blogs. Não é função do Kyon isso. Posso apenas adiantar que foi a melhor Bienal da vida dela. Com certeza! :3
Sem mais enrolação, vamos logo ao post!
  
Minha protegida e seus pensamentos acerca do mundo

Obviamente, todo mundo interage e pensar de forma diferente do mundo em que vive, que está inserida, qualquer expressão de pesquisador que caiba aqui. :3
E uma coisa que Anelise é: observadora. Então vocês já podem imaginar a quantidade de coisas que ela percebeu e também já usou em suas histórias.
Maioria delas são coisas ruins. As coisas boas são meio incomuns de uma maneira geral.
Vou citar e explicar rapidamente algumas coisas que ela já percebeu e passou a pensar assim sobre. Segue a lista.
Memória curta: Sim, as pessoas tem esse, digamos, problema. Se algo acontece, poucos dias depois elas esquecem o que houve. Vale para qualquer pessoa, sem exceção. E ela já aproveitou disso para algumas coisas. Deve ser porque ela tem uma memória boa talvez.
Preconceito: Esse aqui reina. Seja com qualquer coisa! A pessoa é dessa ou da outra cor, tá com uma roupa mais largada, entre outras coisas. Essa aqui tem algumas exceções.
Duas vezes = sempre: Impressionante foi a forma como ela percebeu isso. Foram umas cinco ou seis vezes de fatos que ocorreram duas vezes da mesma forma. E já na segunda vez, a pessoa fala "sempre". Podem prestar atenção. E por conta disso, Anelise se policia ao falar sempre.
Machismo, Homo/Transfóbico: Vivemos num mundo machista, mas tem hora que isso se manifesta com força. Como diz ela: Machismo tá piscando em neon azul royal. Quanto ao outro ponto, ele pode até entrar junto com o do preconceito, mas ele acaba sendo ligado ao machismo também. Quantas vezes alguém não foi zoado como "viadinho"? Ou até como "sapata"? Pois é!
Já transfobia foi vista através de um parente de um vizinho que nasceu homem e se resignou mulher. Vocês não fazem ideia de quantas comentários ridículos minha protegida ouviu quanto a isso.
Hipócritas: As pessoas não prestam atenção nelas mesmas. E acabam se contradizendo diversas e diversas vezes. É só prestar atenção!
Falam, mas não fazem: Tem relação direta com o item acima. A pessoa te dá uma puta lição de moral, mas ela mesma não faz nada daquilo que ela afirmou que você deve fazer para ser alguém melhor, na vida, whatever o que seja.
Cobram algo que elas mesmas não fazem: Cobrar o trabalho quando você mesmo não o faz. Se quiser cobrar algo de alguém, primeiramente o faça.
Mimimi: Vitimismo. As pessoas sempre se veem como coitadinhas e sofredoras. (Até a Anelise faz de vez em quando, mas quando a situação é crítica.)
São essas algumas coisas que minha protegida notou ao passar anos convivendo nesse mundo. Quem sabe daqui um tempo ela não nota mais algumas coisas.

Bem, pessoal, o post de hoje termina por aqui. Espero que passem a observar mais e ver se os apontamentos estão mesmo corretos ou não.
Até a próxima!
Beijos do Kyon!

Posted by Kyon-Kun @ 13:18
0 Comments

quinta-feira, 13 de agosto de 2015



Anelise e volta às aulas

Olá!
Como vão, pessoal?
Eu e minha protegida vamos bem. Já voltamos a rotina da faculdade. Pois é, acabou a vida mole. Sem contar o detalhe de ter correr atrás de um estágio.
Aproveitando esse começo de semestre, falarei sobre uma coisa que Anelise passou muito: Volta às aulas.

Anelise e volta às aulas
Já perdi as contas de quantas "volta às aulas" eu acompanhei a minha protegida. Foi desde o jardinzinho até hoje. Podem ter certeza que foram mais de vinte.
É aquela tortura, porque é o que indica que as férias oficialmente acabaram. E elas são uma coisa muito boa que não deveriam nunca ter fim. Mas infelizmente, o que é bom dura pouco, incluindo as férias.
Na faculdade se passa por isso duas vezes por ano, no colégio também, mas é uma coisa mais amena, porque eu acredito que sejam sim, pois é uma mera continuação do que foi parado e não algo completamente novo, assim como é na faculdade.
Durante o primário, ela encarava a volta às aulas só como mais uma coisa na escola. Era bem difícil ela ficar nervosa. Quando entrou na segunda parte do fundamental, ou ginásio, é se tornou uma espécie de problema. Escola nova né? Quem não ficaria nervoso em um primeiro dia de aula nunca escola nova.
E vocês sabem bem que a experiência de ginásio da Anelise não foi lá tão boa assim. Eu já contei algumas vezes aqui e ela também nos outros blogs dela.
Aquela pressão de estar em um lugar novo, onde ninguém te conhece. O fato dela ser tímida também ajuda. Expectativas do que de ruim ou de bom poderia acontecer. De tentar ser legal, porque o mal de adolescente é querer ser aceito. Um turbilhão de coisas!
Acostumada com a sensação de novo, o ensino médio foi bem melhor. Até porque o final do ginásio foi melhorzinho.
E na faculdade também veio a sensação de nervosismo, mas ela já estava craque em driblar essas coisas. haha (OLHA O DIBRE!)
E uma coisa que acontece na faculdade, e é uma maravilha, é que você faz algo que gosta e que tem a ver com você. Isso é um ponto a favor para se ter uma ansiedade boa.
Atualmente, depois de terminar uma faculdade e estar na metade de outra, Anelise encara a volta às aulas com a maior naturalidade possível. Seu único medo mesmo é saber se vai pegar um professor pauleira na matéria.

Bem, pessoal, esse foi o post de hoje. Espero que tenham gostado!
Até a próxima!
Beijos do Kyon!

Posted by Kyon-Kun @ 11:43
1 Comments

quinta-feira, 16 de julho de 2015



Entrevista com Kyon – Sobre Mate-me se for capaz

Olá!
Eu estou de volta. E como vão vocês? Eu e Anelise vamos bem! Estamos aproveitando as férias.
E com as férias também vêm as viagens. Ela viajou no final de semana passada e vai viajar essa semana também.
Aliás, foi aniversário do Garota Zodíaco na última sexta! Parabéns, GZ! E a nova versão do blog tá linda! =D
Enfim, eu sei que o post tá tipo, uma semana atrasado, mas esse mês tem 5 semanas, então tá tudo bem.
Hoje haverá mais uma inversão aqui no blog. Anelise vai me entrevistar. Aehooo!
Querem saber mais um pouco sobre "Mate-me se for capaz"? Então segue acompanhando a entrevista!

Entrevista com Kyon – Sobre Mate-me se for capaz

Hey, gente. Anelise aqui! Estou aqui para entrevistar o Kyon sobre a história dele. Essa será a primeira de muitas, tenho certeza.

1- O que te inspirou a escrever “Mate-me se for capaz”?
Conforme disse aqui no blog, foi uma ideia que você me deu, já que não quis usar. E eu realmente gostei muito da ideia e mudei o tempo dela para os dias atuais. Uma briga por herança é bem mais interessante que a briga de um trono, dependendo de quem lê.
E as histórias de brigas de família me inspiraram também.
E obviamente que eu tinha que seguir a Escola Anelisesca de Escrita e me inspirei em algo de As Super Agentes. Porque Super Agentes é vida!

2- E qual é a história?
A jovem Lexi vivia feliz com o pai, a madrasta e o irmão. Mas a madrasta assassinou o marido por culpa da herança. Ela só não contava que a garota estaria com maioria dos pertences com o seu nome no testamento. Não satisfeita com tão pouco para seu filho e para ela, decidiu que mataria a garota para ficar com tudo só para ela.
A garota, com ajuda do tio, contrata um ex-agente, Aiden Levi, para proteger a garota até que ela receba a herança em sua conta pessoal.

3- E o porquê desse nome para a história?
A história se trata de uma briga entre Lexi e Paisley (a madrasta), uma verdadeira guerra de gato e rato. O título é talvez um pouco óbvio, mas é criativo.
É Lexi fugindo da Paisley o tempo inteiro. Já perdi a contas de quantas vezes a garota foi atacada por causa dela.
Provavelmente é a frase que a Lexi falaria para ela: Mate-me se for capaz, Paisley.
Acho que vocês entenderam né?

4- Quem são os personagens? E quais os motivos das escolhas dos nomes?
Eu sou menos criativo que você para criar nomes. Tenho paciência para isso não! Então usei o um gerador de nomes aleatórios, se não me engano foi Cool Name Generator.
Lexi Aspen Donovan é a protagonista, é a nossa mocinha indefesa, quem Paisley quer matar.
Aiden Levi Memphis é o ex-agente, que foi contratado para protegê-la. Aqui tem uma clara referência a Shingeki no Kyojin.
Anelise: Ai, HiroC é amor apenas.
Tem o Tio Maximus, o Bennett, irmão da Lexi, tem a melhor amiga, a Eilinora. E também tem o irmão da Paisley, o Kevin.
Tem muitos personagens legais na história.

5- Acha que a trama chama atenção dos leitores?
Acho que sim. É uma trama diferente. Não é algo colegial como se costuma ver!  Tem ação, tem romance. É legal ver uma briga de família assim.
Claro que tem os clichê de Lexi ser ruiva, mas isso é só detalhe.
Realmente é algo diferente para se ler. O menos slice of life possível.

6- Está se sentindo satisfeito com a recepção dos leitores?
Sim. Considerando que é a primeira história que escrevo e que é original, tá bom demais. Ter receptividade com história original é complicado, eu vejo pelo o que você passa. Mas considerando que estou escrevendo por diversão, tá ótimo, tá maravilhoso, tá lindo. Estou dando pulinhos de alegria.

7- Já conseguiu imaginar o final? E talvez até uma continuação?
Claro que já! Repito que sou da Escola Anelisesca de Escrita, o final já veio definido na cabeça assim que criei o começo. Não vai ser um final tão impressível, mas a surpresa ficará para o "epílogo".
Anelise: Kyon misterioso.
E quanto a continuação... Essa é uma história que não pede continuação. Acho que meus anos de observação já me dizem o suficiente sobre a minha própria história.

8- Está se divertindo com a sua primeira experiência como escritor de histórias?
Estou e muito! Ontem quebrei um longo de período de bloqueio com a história, eu tava sem vontade de escrever, mas eu me animei para terminar.
Gosto muito de escrever as cenas de ação e as cenas entre Aiden e Lexi. Eles são fofos!
Eu estou me encaminhando do meio para o final da história, foi fazer o esquema de separar o que serão os capítulos. Serão 20, já tenho certeza disso.

Obrigada, Kyon!
Bem, pessoal, esse foi o post no Blog do Kyon hoje.
Mês que vem ele volta sozinha para alegrar vocês! Alias, vocês podem ler Mate-me se for capaz clicando aqui.
Beijos da Ane! :3
Kyon: E... Beijos do Kyon!

Posted by Kyon-Kun @ 12:49
0 Comments

sábado, 13 de junho de 2015



5 anos do Blog do Kyon-kun: Carta ao blog

Olá!
Como vão, pessoal? Eu vou bem! (E minha protegida também.)
E hoje é uma dia muito especial. É aniversário do blog! AEHOOO
E Anelise me deu um desafio/tag para fazer no dia de hoje.
Suponhamos que o blog seja uma pessoa e que devemos escrever uma carta para ele? O nome já é autoexplicativo: Carta ao blog.
E graças aos céus esse ano não falarei do dia dos namorados dos pombinhos, Anelise se deu essa responsabilidade. Chega de ser a maior vela! haha
Enfim, vamos logo a carta.

Querido Blog do Kyon,

Já tem um bocado de tempo que estamos juntos.
Eu te falei mais vezes da Anelise do que de mim mesmo. E até ela, algumas vezes, também conversou com você.
Compartilhei os meus pensamentos e meus dias com ela. Não, ela não é minha namorada, é só uma grande amiga e eu a acompanho por ai, desde que ela veio a esse conturbado mundo.
Por muitos anos fiquei na invisibilidade, até que ela me deu você, alguém com quem eu pudesse me divertir e finalmente me abrir e dizer o que eu pensava.
O amor que tenho por você é o mesmo que ela tem pelos outros blogs dela e não são poucos. haha
E hoje completamos mais um ano juntos, mais um ano de muitas coisas boas e ruins, porque essa é a dosagem que as coisas tem que ter. Nada é tão ruim! Nada é tão bom! É meio-a-meio.
Nesse tempo, me descobri um bom escritor e bom compartilhador de pensamentos e também um belo de um fofoqueiro, considerando que foco mais em outra pessoa do que em mim mesmo.
Prometo que falarei mais de mim para você. Mas acho que você realmente nos conhece muito bem, os anos de convivência devem te mostrar isso.
Eu só tenho a agradecer por estar aqui, sempre disposto a me ouvir.
São só 5 anos? Ou já são 5 anos? Não sei dizer, só sei que tem um tempo, e muito bom por sinal.
Espero que continuemos juntos pro que der e vier. Que venham muitos outros anos!
Te amo, amigo!
Com carinho, 
Kyon Hiryu
Ps: Fique com mais uma placa de aniversário!
 

Posted by Kyon-Kun @ 10:37
0 Comments